Já pensou no que o deixa motivado? Com vontade de criar um plano e executá-lo até o fim?

Muitas vezes sentimos que precisamos estar inspirados para ter ideias e desenvolver um projeto, mas será que essa inspiração surge sozinha? A resposta correta é: quase nunca!

Querer alcançar metas e ter um objetivo é, sem dúvida, o primeiro passo. A seguir, basta um pouco de força de vontade, ou será que não é bem assim? Alguns estudos indicam que quanto mais tentamos fortalecer a nossa força de vontade, menos somos capazes de cumprir nossos objetivos.

Parece um pouco contraditório, não é?

Na verdade, apenas tem de criar os estímulos e os hábitos certos para realizar o seu trabalho e alcançar as suas metas. Vamos ver como tudo isso se processa?

A criatividade como ponto de partida

Pensamos muitas vezes que a criatividade é algo que nasce conosco ou que surge em momentos inesperados. E quanto mais pensamos sobre um determinado objetivo, menos ideias temos para concretizá-lo. Todos nós nos encontramos neste impasse: ficamos à espera que surja “O” momento, mas nada fazemos para encontrá-lo.

Em primeiro lugar, é importante refletirmos sobre a nossa rotina e os nossos hábitos. Já que temos obrigatoriamente de definir metas e tarefas para o nosso dia a dia, por que não defini-las também para nos tornarmos criativos?

O primeiro passo é escolher o objetivo:

  • Que planos você tem?
  • O que deseja alcançar?

Vamos refletir sobre isso…

Pensou?

Então vamos ao segundo passo: criar novos hábitos que estimulem a nossa criatividade!

 

O que podemos fazer para nos tornarmos mais criativos?

1. Procure inspiração em assuntos que não sejam o tema em que está trabalhando

Se queremos ser criadores produtivos, o importante é nos tornarmos ativos também. O mais fácil será procurarmos as nossas principais fontes de inspiração — aquilo que sabemos que normalmente dá resultado.

Outro ponto relevante é que devemos nos permitir viajar entre tarefas. O foco é algo extremamente importante, mas é preciso saber aceitar quando é preciso colocar aquela tarefa específica de lado.

Faça uma pausa, procure outros temas e busque entender outros assuntos. Aprenda algo novo e saia da sua zona de conforto. Quem sabe, é lá que irá encontrar a inspiração que tanto procura.

Quando retornar ao tópico em que estava trabalhando, verá que terá uma nova perspectiva e será muito mais produtivo.

2. Seja menos crítico: aprenda a se valorizar

O negativismo e as dúvidas constantes sobre nós próprios e as nossas capacidades são talvez os piores inimigos da criatividade. É preciso existir confiança, sabermos que somos capazes de realizar algo e acreditarmos no nosso trabalho.

No momento em que pararmos de duvidar de nós mesmos, tornamo-nos capazes de expandir os nossos horizontes e encontrar outras fontes de inspiração e caminhos alternativos para atingir o nosso objetivo.

Pare de se autocriticar e encontre formas de ver o lado positivo. Se não conseguir logo de início, consegue na segunda tentativa. Não se esqueça que todas as obras de arte não passaram de um rascunho primeiro.

3. Estimule a produtividade: tudo tem o seu momento

É necessário que o foco e a criatividade coexistam e devemos trabalhá-los em conjunto. O foco é e deverá ser sempre a palavra-chave para a produtividade. Contudo, deve ser contrabalançado com o livre pensamento, pois só assim conseguiremos libertar a nossa criatividade e estimulá-la.

É preciso treinar o foco para sermos mais produtivos. Mas como podemos fazer isso?

Aqui ficam algumas dicas:

  • Delimite um objetivo e escolha uma tarefa para realizar;
  • Elimine todas as possíveis distrações;
  • Coloque um temporizador (nem que seja por 20 minutos), assim garante que aquele tempo você só pode trabalhar naquela tarefa e nada mais;
  • Seja capaz de perceber o momento em que a sua mente começa a divagar e concentre-se novamente no que estava fazendo.

E a criatividade? Há espaço para ela também!

Você precisa apenas reconhecer o momento certo. Deixe a sua mente guiá-lo enquanto anda na correria dos transportes públicos ou enquanto faz o jantar para toda a família. Todos nós divagamos enquanto fazemos outras coisas e a maioria das vezes surge uma ideia nova. Quem já não teve uma boa ideia debaixo do chuveiro? Seja capaz de pensar livremente e criar livremente também.

 

E agora? Vamos colocar tudo isso em prática

Esqueça os bloqueios mentais, a falta de inspiração ou força de vontade. Tudo isso é possível combater quando treinamos nossa mente. Permita-se explorar sua criatividade e treine seu foco quando necessário. Não existe nenhum beco sem saída, sua mente é que, por vezes, pode ser traiçoeira. Coloque todas essas dicas em prática e verá sua produtividade aumentar!

Leia mais

Leia
Preciso ter uma equipe muito grande?

Preciso ter uma equipe muito grande?

Lendo os artigos anteriores desta série sobre presença digital, você deve ter percebido o quanto o planejamento é importante. Para definir os melhores canais a serem utilizados e a estratégia aplicada em cada um é preciso ter processos bem definidos. E pensando em...